Já sabemos que o + Bravíssimo atracou no RGYC e que o veleiro ganhador do Rolex Circuito Atlántico Sur 2020 vai competir novamente o Circuito, na categoria ORC, com objetivo de trazer, mais uma vez, o troféu para as águas brasileiras.
.
O Comandante do + Bravíssimo, Luciano Secchin, e a tripulação que correrá o Rolex Circuito Atlántico Sur 2022 irão encontrar o Skipper uruguaio, Jens Olav Ulfeldt e o tripulante, Tiago Ferreira, em Colônia do Sacramento (Uruguai). Após, Luciano e os velejadores irão para a largada em Buenos Aires.

O Circuito ocorre de 15 a 22 de janeiro, com a primeira regata de Buenos Aires a Punta del Este e mais cinco competições em águas uruguaias.
.

(RGYC) Qual o modelo do veleiro +Bravíssimo e ano de construção?
(Luciano) O +Bravíssimo é um felcci 315 e foi projetado pelo italiano, Humberto Felcci. O veleiro foi feito no Brasil na RF Yachts em 2015.
.
(RGYC) Quantos pés?
(Luciano) O +Bravíssimo tem 31 pés e meio.
.
(RGYC) Em qual categoria o Bravíssimo vai correr o Circuito Rolex de Punta?
(Luciano) Vamos correr na ORC.
.
(RGYC)Faz quantos anos que o veleiro corre neste Circuito?
(Luciano) É a segunda vez que o +Bravíssimo corre o Circuito e a terceira vez que a tripulação participa. Em 2019, alugamos um veleiro argentino. Já em 2020, corremos e vencemos em nossa categoria e agora estamos indo disputar novamente. No ano de 2021 não houve o Circuito devido a pandemia.
.
(RGYC) Qual as classificações do +Bravíssimo ?
(Luciano) Em 2020, ganhamos o Rolex Circuito Atlántico Sur ,na ORC Club geral, e foi o primeiro campeonato grande que ganhamos. Depois vencemos no Circuito Rio e esse ano ganhamos a Semana de Vela de Ilhabela.
.
(RGYC) O +Bravísssimo representa qual Clube?
(Luciano) O +Bravíssimo representa o Iate Clube do Espirito Santo. Acredito que seja o barco que vem de mais longe para a competição do Rolex Circuito Atlántico Sur.
.
(RGYC) O Skipper Jens e o tripulante Thiago estão levando o barco a Colônia. Irás de avião encontra-los ?
(Luciano) Nós iremos de avião encontrá-los em Colônia do Sacramento. Esse Circuito é um pouco diferente e começa com uma regata longa saindo de Buenos Aires com destino a Punta del Este. Vamos descer em Colônia e seguir a Buenos Aires para a largada.

.

(RGYC)Quem será a tripulação no Circuito?
(Luciano) São oito tripulantes, mas estamos com uma pessoa a mais pois haverá regatas que alguns não poderão participar. Sou o timoneiro. A tripulação conta com a presença do velejador olímpico, Jorge Zarif, do atleta nos Pan-americanos ,Gabriel Borges e do campeão mundial, Alfredo Roveri. Os velejadores de Vitória (ES), Fabiano Porto e André Pimentel também são presenças confirmadas junto com Martina Fermán, de Buenos Aires e João Pedro Moreira, do Rio de Janeiro.
.
(RGYC) Qual a relevância de participar desta competição no Uruguai?
(Luciano) É muito interessante correr o Circuito já que o nível na Argentina é muito alto. Os argentinos fazem muito mais barcos que nós, mesmo com a crise econômica deles. Praticamente todo o mês tem estaleiro argentino colocando barco novo na água e isso no Brasil é muito raro. Além desse Circuito também participarmos de quase todos os campeonatos do Brasil, como de Ilha Bela, de Búzios, o Circuito Rio e o Circuito Niterói. Nos últimos três anos corremos os de Floripa.
.
(RGYC) Luciano és velejador há quantos anos?
(Luciano) Sou velejador há 34 anos. Sempre velejei, comecei no Optimist, depois fui para o Snipe. Aprendi a velejar no Iate Clube do Espirito Santo que é o Clube que o +Bravíssimo representa, com três capixabas na tripulação.
.

Nessa primeira entrevista, a Comunicação do RGYC entrevistou o Comandante do +Bravíssimo. Na segunda parte, que será publicada posteriormente, o entrevistado é o Skipper uruguaio Jens Olav Ulfeldt que trouxe o barco de Vitória (Espírito Santo).

O RGYC deseja Bons Ventos a esses velejadores apaixonados pelas águas.

 

Assessora de Comunicação RGYC  e Jornalista: Mirela Pinho (MTB/RS 14.204)